Nova Rosa da Penha - Projeto Criart

NOVA ROSA DA PENHA – CARIACICA

PROJETO CRIART

O Projeto Criart nasceu de uma família tradicional circense que aprendeu a arte do circo, cresceu e se formou no picadeiro. Há 11 anos o grupo veio da Bahia para o Espírito Santo, instalando-se em terras capixabas, onde se apresentou em diversos municípios, até fixar-se no Bairro Nova Rosa da Penha 2, em Cariacica. Nesse bairro, o grupo apresentou um espetáculo na Escola Teotônio Brandão Vilella, no mês das crianças. O retorno do público foi tão contagiante que levou a diretora da escola a convidá-los para ensinar a arte circense aos alunos.

Após a aceitação do convite, os integrantes do grupo se mudaram para o bairro e trabalharam como voluntários por um período de dois anos. O projeto trouxe um impacto na vida dessas crianças que se estendeu a suas famílias. Com o apoio da comunidade e de uma empresa local, surgiu um novo desafio: realizar oficinas voltadas para a responsabilidade sustentável.

A metodologia passou por uma reformulação: as palhaçadas passaram a abordar temas voltados para a conscientização, como preservação da água, meio ambiente e conscientização sobre o descarte e a separação do lixo.

Esse projeto é realizado até hoje na Escola Teotônio Vilella. As oficinas são realizadas uma vez por semana e voltadas para os alunos da escola.

Após este envolvimento com a comunidade, famílias e comerciantes, o grupo viu a necessidade de contemplar não somente os alunos desta escola, como também as demais crianças, adolescentes e jovens de Nova Rosa da Penha 2. Assim, foi criado o Projeto Criart, que existe há cinco anos na comunidade.

O Criart tem como objetivo levar capacitação através de oficinas circenses e de acesso gratuito, oferecendo inclusão social, resgate de vidas, retorno dos jovens às salas de aula e o despertar para uma nova perspectiva de vida, longe da criminalidade.

As oficinas acontecem duas vezes por semana, atendendo a 110 alunos, de 06 a 16 anos. Além das oficinas circenses, o grupo pretende oferecer oficinas de dança, como axé, dance, balé e forró.

AÇÕES DE FORMAÇÃO

Serão oferecidas as seguintes oficinas, com 150 vagas:

- Oficinas de Monociclo: formação teórica e prática e a utilização de um monociclo cromado contendo uma roda. Público-alvo: 10 a 24 anos. Quantidade de alunos: 10 por oficina.

- Oficina de Malabares: formação teórica e prática, com utilização de clavas, bolinhas, aros e chapéus. Público-alvo: 10 a 24 anos. Quantidade de alunos: 10 por oficina.

- Oficina de Palhaçaria: formação teórica e prática, com utilização de técnicas faciais e corporal. Público-alvo: 10 a 24 anos. Quantidade de alunos: 10 por oficina.

- Oficina de Contorção: formação teórica e prática, com utilização de tatame. Público-alvo: 10 a 16 anos. Quantidade de alunos: 10 por oficina.

- Oficina de Perna de Pau: formação teórica e prática, com utilização de perna de alumínio (conhecida como perna de pau). Público-alvo: 10 a 24 anos. Quantidade de alunos: 10 por oficina.

- Oficina de Jaboló: formação teórica e prática, com utilização de jaboló. Público-alvo: 10 a 24 anos. Quantidade de alunos: 10 por oficina.

- Oficina de Cilindro: formação teórica e prática, com utilização de rola-rola japonês. Público-alvo: 10 a 24 anos. Quantidade de alunos: 10 por oficina.

PROJETO CRIART

Contato:

Facebook - https://www.facebook.com/Criartprojetosocial

EQUIPE:

Francimara da Silva – Educadora de Contorcionismo e Palhaçaria

Lucivaldo Siqueira de Souza – Educador de Malabares e Jaboló

Marcos Antonio Siqueira Silva – Educador de Monociclo e Perna de Pau

Luciana Cardoso de Souza – Educadora de Rola-rola

Camila Cardoso de Souza –Auxiliar de secretária

José Clebio de Souza – Assessor externo (voluntário)

Joselha da Silva – Articuladora interna (voluntária)

José Alves de Souza Filho – Articuladora externo (voluntário)

Fátima Maria da Silva – Responsável pela limpeza do espaço

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard