20/12/2019 11h42

Centro de Acolhimento e Atenção Integral sobre Drogas reúne famílias acolhidas para confraternização de fim de ano

A Secretaria de Direitos Humanos (SEDH), por meio da Subsecretaria de Políticas sobre Drogas, realizou, nessa quinta-feira (19), no Centro de Acolhimento e Atenção Integral sobre Drogas (CAAD), no Centro de Vitória, uma confraternização com cerca de 12 famílias de pessoas com problemas decorrentes do uso de álcool e outras drogas. A reunião foi uma forma de encerrar as atividades realizadas no local durante todo o ano.

Na abertura do evento, o subsecretário de Políticas sobre Drogas, Carlos Lopes, destacou a importância das famílias junto ao Centro de Acolhimento. “A razão para estarmos aqui é tentar ajuda-los neste processo e aliviar um pouco o sofrimento pelo qual vocês passam. Sei que muitos chegam aqui aflitos, frustrados e desesperançosos, mas a mensagem que deixo é que, acima de tudo, não desistam das pessoas pelas quais estão lutando”, disse.

Já o gerente da Subsecretaria de Política sobre Drogas, Norlen Apelfeler, ressaltou a importância da realização do evento. “Essas famílias estão com a gente durante o ano, toda semana participando do grupo terapêutico para terem um pouco de conforto e esperança para seus familiares que têm problemas decorrentes do uso de drogas. Aqui eles aprendem sobre a codependência e a serem felizes independentemente do sofrimento do seu familiar; e muitos deles percebem que é possível conviver com o sofrimento e a se relacionar com o familiar dentro de casa”, ponderou.

A integrante de umas das famílias acolhidas pelo CAAD, Flora Pereira, compartilhou sobre sua experiência.  “Quando eu cheguei aqui, me senti muito abraçada. Eu estou em um processo que ainda não chegou ao fim, mas sou grata por estar neste espaço e receber ajuda. Não desistam, continuem na caminhada, ela pode parecer dura agora, mas cada um de nós vai alcançar a vitória. Eu tenho me sentido mais fortalecida por estar aqui”, ressaltou.

O evento também contou com um bate-papo sobre o projeto Amor- Exigente Espirito Santo, com a coordenadora Regional da Federação, Clotilde Castro Toffoli, que atua em apoio e orientação a familiares e pessoas com dependências químicas.

Texto: Maria Alice Costa

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação da SEDH

Letícia Passos

(27) 3636-1334

leticia.freire@sedh.es.gov.br

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard