06/09/2019 14h42

SEDH debate questão étnico-racial com servidores do Iases

Cerca de 50 servidores do Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases) participaram, nessa quinta-feira (05), do curso “Estatuto da Igualdade Racial, Políticas Públicas; Canais de Denúncia e Ações Afirmativas”, ministrado pelo gerente de Políticas de Igualdade Racial da Secretaria de Estado de Direitos Humanos (SEDH), Alexsandro Lopes; e pela gerente de Proteção e Defesa dos Direitos Humanos, Caroline Cabrera. 

O advogado Rosemberg Moraes também participou do evento como convidado. O curso aconteceu no auditório do Centro Integrado de Atendimento Socioeducativo (Ciase), em Vitória.

De acordo com Lopes, na oportunidade foram abordados o avanço e a importância do Estatuto para os negros e também sobre os projetos da SEDH voltados para este público. “Foi um evento bem significado, em que conseguimos dividir com os servidores que, após mais de 300 anos de escravidão sofridos pelos negros, tivemos grandes avanços nas políticas públicas. No Governo do Estado, também temos caminhados positivamente. Um dos exemplos é a elaboração do Projeto Inova Afro, que compõem o eixo de proteção social do Programa Estado Presente, que propõe dar visibilidade e formação aos afros empreendedores”, pontuou o gerente.

O curso fez parte da formação “A Questão das Relações Étnico-Racial e a Política de Socioeducação”, que reúne um total de cinco encontros para os servidores. As atividades do curso acontecem até o dia 19 de setembro.

Segundo a assistente social e coordenadora da formação, Pollyanna Labeta, o estudo étnico-racial vai além do crescimento profissional, é uma forma de reconhecer uma questão histórica. "O curso tem como objetivo oferecer subsídios para a inclusão e fortalecer o debate da questão étnico-racial, contribuindo para uma formação profissional antirracista, reconhecendo o significado sociohistórico do debate e sua estreita relação com a política de socioeducação", afirmou a coordenadora.

A servidora Renata Lopes Pinto Ribeiro, que está participando da formação, contou que os ensinamentos do curso ultrapassam as paredes do Instituto. “Foi uma formação para a vida e também um dos debates mais ricos que já participei no Iases. A qualidade dos professores, os exemplos e as dinâmicas experimentados junto com os colegas nos permitem enriquecer as práticas da socioeducação”, disse.

Uma das alunas do curso, a servidora do Iases, Miriam Barbosa, avaliou positivamente a seleção dos docentes. “A escolha dos professores para ministrar as aulas foi de fundamental importância para o enriquecimento do debate, não apenas pelo domínio do assunto, mas pela experiência pessoal de cada um”, contou.

Informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação do Iases
Carolina Alvarenga
(27) 3636-5484
carolina.alvarenga@iases.es.gov.br | imprensa@iases.es.gov.br

 

Assessoria de Comunicação da SEDH
Letícia Passos
(27) 3636-1334 / 99289-9566
leticia.freire@sedh.es.gov.br

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard