13/03/2018 12h00

Ocupa Participativo chega à comunidade de Barramares

Nesta quarta-feira (14), às 19 horas, os moradores do bairro Barramares, em Vila Velha, na Grande Terra Vermelha, poderão escolher, no “Ocupa Participativo”, qual obra de infraestrutura atende melhor a juventude da região. Em assembleia, serão apresentadas três opções de obras, que a própria comunidade apontou como as mais importantes. A que receber o maior número de votos será incluída na listagem de obras do Ocupação Social. 

A ação, de responsabilidade da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, vai acontecer nos 26 bairros inseridos no Programa Ocupação Social. As obras mais votadas serão executadas pelo Governo do Estado do Espírito Santo, com parte do recurso proveniente do financiamento firmado com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

A reunião vai acontecer no Cerimonial Amorim, que fica na Rua Eleotério Guedes, nº 1.308, a partir das 19 horas. A escolha das propostas ocorrerá durante a assembleia, por meio de cédula de votação e cada pessoa poderá votar apenas uma vez. O resultado será divulgado logo após a apuração, no mesmo dia e local.

“Esta é uma forma de discussão, com o objetivo de ouvir o cidadão em suas demandas, uma vez que é uma convocação aos cidadãos a participarem das decisões do Governo Estadual. O Ocupa Participativo é uma proposta de instrumento simples, que permite às pessoas decidirem sobre o investimento prioritário para o seu bairro, possibilitando também uma melhor visão sobre o papel do ‘Estado’, na obtenção e destinação de recursos públicos”, comentou o secretário de Estado de Direitos Humanos, Julio Pompeu.

Finalizada a fase das assembleias, em todos os bairros, a lista final de projetos aprovados será divulgada no site www.direitoshumanos.es.gov.br.

Informação à Imprensa:
Assessoria de Comunicação da Secretaria de Direitos Humanos – SEDH
Suellen Barone / Maurílio Mendonça
Telefone: 3636-1334
E-mail: suellen.barone@sedh.es.gov.br / maurilio.mendonca@sedh.es.gov.br

 

 

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard