10/06/2019 10h29

Educação preventiva tema do 4° Workshop de Políticas Sobre Drogas da Sedh

O tema “Drogas: educação preventiva e fatores de proteção” reuniu, nessa sexta-feira (07), servidores públicos, representantes das comunidades terapêuticas e de organizações da sociedade civil, e profissionais autônomos no 4º ° Workshop de Políticas Sobre Drogas, promovido Secretaria de Estado de Direitos Humanos (Sedh), por meio da Subsecretaria de Políticas Sobre Drogas. O evento aconteceu no auditório do Palácio da Fonte Grande, no Centro de Vitória.

As palestrantes convidadas foram a analista de projetos sociais e coordenadora executiva do Instituto João XXIII, Karyne Barros, e a assistente social, mestranda no programa de Pós-Graduação em Política Social e Assessora Especial da Subsecretaria de Estado de Políticas Sobre Drogas, Meyrieli de Carvalho Silva.

Na abertura do workshop, o subsecretário de Políticas Sobre Drogas da Sedh, Carlos Lopes, destacou a importância de falar sobre prevenção. “Há de se ter a cautela de fugir de um discurso moralista e abordar mais claramente os efeitos que as drogas podem causar na vida de uma pessoa e fortalecer os fatores preventivos numa perspectiva muito mais ampla”, ressaltou. Na oportunidade, o subsecretário informou que apresentará a nova política sobre drogas do Estado na Assembleia Legislativa do Espírito Santo na próxima segunda-feira (10).

Durante o minicurso, a assistente social Meyrieli de Carvalho Silva destacou alguns fatores de proteção e de risco. “Em alguns casos, um mesmo fator pode ser de risco para uma pessoa e de proteção para outra. Vínculos familiares fragilizados, baixo rendimento escolar e vulnerabilidade social são alguns exemplos de risco. Entre os de proteção, posso citar a prática esportiva e cultural, o estímulo a potencialidades e à convivência comunitária”, citou.

De acordo com ela, a base da prevenção é a diminuição da incidência e da prevalência do uso de substâncias psicoativas por meio da redução ou eliminação dos fatores de risco e do aumento dos fatores de proteção.

Já Karyne Barros apresentou o trabalho da Instituição João XXIII e destacou a importância de trazer a família para perto.

Este foi o quarto de oito minicursos de Políticas Sobre Drogas previstos ainda para acontecer. O evento é aberto ao público e não é necessária prévia inscrição.

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação da Sedh

Suellen Barone / Letícia Passos
(27) 3636-1334
suellen.barone@sedh.es.gov.br / leticia.freire@sedh.es.gov.br

www.direitoshumanos.es.gov.br

Facebook: DireitosHumanosES

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard