Protocolo de Atendimento do Centro de Acolhimento e Atenção Integral sobre Drogas (CAAD)

O Programa Estadual de Ações Integradas sobre Drogas passa por um processo de reestruturação em 2019, no sentido de ampliar a perspectiva com relação ao cuidado nas dimensões da prevenção, tratamento, reinserção e pesquisa/avaliação. As ações estão alinhadas na perspectiva da intersetorialidade, no fortalecimento da RAPS e na implementação de iniciativas que possam compor a rede de serviços que atendam as pessoas com problemas advindos do uso de substâncias psicoativas a partir de suas especificidades e particularidades.

O Centro de Acolhimento e Atenção Integral sobre Drogas, coordenado pela Subsecretaria de Políticas sobre Drogas (SESD), conduz de forma intersetorial as diretrizes e ações da SESD, envolvendo práticas educativas, preventivas, de cuidado e atenção integral. Atua com uma visão interdisciplinar, em que as demandas são recebidas e tratadas na perspectiva da garantia, promoção e proteção dos direitos humanos, articuladas em rede, garantindo que a adesão dos usuários ao serviço é sempre voluntária, tendo em vista a autonomia e na escolha da modalidade de tratamento.

A equipe do CAAD realiza avaliação, encaminhamento, monitoramento e acompanhamento dos acolhidos direcionando-os aos seus serviços e à RAPS e às Comunidades Terapêuticas - CT.

As ações no âmbito do tratamento são constituídas de escopo ampliado, apresentando possibilidades variadas de intervenção para além da simples internação. Neste sentido, tanto internamente quanto externamente, o tratamento ensejará ações de caráter ambulatorial, grupos, atendimentos psicossociais, acolhimento com os Conselheiros Terapêuticos, atendimentos médicos com Clínico Geral e Psiquiatra, voltados para atendidos e seus familiares.

Para que o CAAD tenha um trabalho unificado e coeso, foi criado o protocolo com o objetivo de tornar o trabalho da Equipe Técnica mais sistemática e dar uma visualização mais estruturada, adequada e objetiva.

O protocolo está organizado de forma a mostrar como o trabalho é desenvolvido desde o momento em que o acolhido e os familiares chegam ao CAAD, e às etapas que passam em seu atendimento, bem como os devidos encaminhamentos.

Confira aqui o protocolo na íntegra.

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard